Existem vários tipos de escrituras. Em geral são divididas em escrituras sem valor econômico e escrituras com valor econômico.

As escrituras sem valor econômico mais comuns são as declarações em geral (incluindo a declaração de união estável), os pactos antenupciais e as emancipações. As separações e divórcios, se não houver bens a partilhar, também são consideradas escrituras sem valor econômico.

As escrituras com valor econômico mais comuns são a compra e venda e a doação, mas qualquer contrato pode ser feito por meio de escritura pública, havendo um desconto estabelecido em lei nos casos em que a escritura for opcional. Outras escrituras também são consideradas com valor econômico, como os inventários e partilhas e as separações e divórcios, se houver bens a partilhar.